Área restrita
Home
Site in English
A Associação
Associados ABRETI
Cursos, Palestras e Eventos
Sala de Imprensa
Notícias
Serviços
Contato
Este canal da ABRETI serve como um centro de informações coletivas. Novidades resultantes de ações políticas e econômicas que afetam a atividade dos transportes internacionais, cases do setor e informações gerais estão relacionados em ordem cronológica. Consulte este canal sempre que precisar.
ABRETI | Mercado

Título: A abertura da Infraero
Fonte: O ESTADO DE S.PAULO - 18/02/2008
< Voltar

O presidente da Infraero, Sérgio Gaudenzi, defendeu a abertura do capital da empresa, em encontro com representantes da Confederação Nacional da Indústria (CNI), no Rio. A idéia também é aceita pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, e pelo Ministério da Fazenda.

A abertura do capital da Infraero não será - se for efetivamente decidida - uma tarefa fácil. Em primeiro lugar, porque a participação de investidores privados obrigaria a empresa a adotar métodos transparentes de gestão - o que certamente contrariaria os interesses político-partidários que lá se enquistaram. Depois, porque a empresa tem características que podem desestimular os investidores.

A Infraero responde pela administração de 67 aeroportos, 80 unidades de apoio à navegação aérea e 32 terminais de logística de carga, com 26,5 mil funcionários, entre estatutários e terceirizados.

Esses aeroportos concentravam, em 2006, segundo dados do site da companhia, 97% do movimento do transporte aéreo regular do Brasil, com 1,9 milhão de pousos e decolagens de aeronaves que transportaram 102 milhões de passageiros e 1,2 bilhão de toneladas de cargas.

Esses números dão a impressão de que se trata de um negócio fabuloso. Mas não é bem assim. Na verdade, o que sustenta a empresa é a operação de apenas 10 aeroportos, entre eles Congonhas, Guarulhos, Viracopos, Santos-Dumont e Galeão. Os 57 restantes, além de serem deficitários, exigem dispêndios de manutenção e, alguns, de ampliação.

ABRETI - Associação Brasileira das Empresas de Transporte Internacional - 2005 - Todos os direitos reservados