Área restrita
Home
Site in English
A Associação
Associados ABRETI
Cursos, Palestras e Eventos
Sala de Imprensa
Notícias
Serviços
Contato
Este canal da ABRETI serve como um centro de informações coletivas. Novidades resultantes de ações políticas e econômicas que afetam a atividade dos transportes internacionais, cases do setor e informações gerais estão relacionados em ordem cronológica. Consulte este canal sempre que precisar.
ABRETI | Mercado

Título: Produto orgânico passa a ter identificação para exportações
Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário
< Voltar

Conteúdo: Exportadores contarão a partir de agora com um campo específico para identificar
sua mercadoria

Os exportadores de produtos orgânicos contarão a partir de agora com um campo específico para identificar sua mercadoria na hora de realizar o registro de exportação. A Câmara de Comércio Exterior (Camex) criou uma classificação especial para esses produtos dentro do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), no último mês.
De acordo com Jean Pierre Medaets, assessor técnico da Secretaria de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA), a identificação do produto na saída do País permitirá averiguar a quantidade de orgânicos exportados, tanto em valor monetário quanto em toneladas. Ele avalia que, além de agregar valor à transação, qualifica a exportação e fortalece o mercado de orgânicos. “Com a identificação oficial, no futuro, os exportadores poderão conseguir tarifas mais vantajosas”, prevê.

Conforme o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o preenchimento do campo no registro de exportação é voluntário e não representa qualquer despesa ou burocracia extra para o exportador. Além de permitir que o mercado seja mensurado, a resolução também visa saber quem são os compradores e os principais produtos que saem do País, entre outros itens.


Mercado em expansão
Segundo a Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX-Brasil), o negócio de produtos orgânicos do Brasil é estimado em US$ 250 milhões anuais. A Apex é responsável pelo projeto Organics Brasil, que estimula as exportações desse tipo de produto. De acordo com a Agência, o potencial de crescimento médio desse mercado é de 25% ao ano. Atualmente, o Brasil é o quinto produtor mundial de orgânicos. Cerca de 60% da produção brasileira é exportada. As maiores demandas de importação partem do Japão, Estados Unidos e União Européia. Em todo o mundo, os produtos orgânicos movimentam cerca de US$ 30 bilhões por ano.
ABRETI - Associação Brasileira das Empresas de Transporte Internacional - 2005 - Todos os direitos reservados