Área restrita
Home
Site in English
A Associação
Associados ABRETI
Cursos, Palestras e Eventos
Sala de Imprensa
Notícias
Serviços
Contato
Este canal da ABRETI serve como um centro de informações coletivas. Novidades resultantes de ações políticas e econômicas que afetam a atividade dos transportes internacionais, cases do setor e informações gerais estão relacionados em ordem cronológica. Consulte este canal sempre que precisar.
ABRETI | Mercado

Empresas vão perder US$ 6 bilhões, diz Iata
Veículo: Jornal: Gazeta Mercantil - Seção: Transporte & Logística - 15/12/2005
< Voltar

Conteúdo: A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) revisou para baixo sua previsão sobre as perdas que serão acumuladas no setor de transporte aéreo em 2005 e as fixou em US$ 6 bilhões, frente aos US$ 7,4 bilhões que previa inicialmente.

O organismo, que reúne 270 linhas aéreas que transportam 95% dos passageiros e cargas de todo o mundo, indicou que o setor continuará com perdas em 2006, embora elas devam cair para US$ 4,2 bilhões.

O presidente da Iata, Giovanni Bisignani, ressaltou que, embora os números tenham melhorado este ano em relação às previsões iniciais, os prejuízos acumulados nos últimos cinco anos chegam a US$ 42 bilhões.

O retorno aos lucros deve ocorrer em 2007, quando o setor voltar aos números positivos, com lucros superiores a US$ 6 bilhões. Esta tendência à melhora é o resultado direto dos programas de redução de custos aplicados pelas companhias, explicou a Iata.

Bisignani insistiu que a indústria do transporte aéreo continua atravessando "a pior crise de sua história" e que, embora o tráfego de passageiros tenha crescido nos últimos anos, agora começou a ser reduzido. Assim, prevê-se que a taxa de crescimento de passageiros poderia passar de 15,6% em 2004 para 7,8% em 2005 e para 5,7% em 2006.

Apesar de as novas previsões serem positivas para o setor, o

diretor da Iata insistiu que o alto preço do combustível continua sendo uma pesada carga para as companhias. "O preço dos combustíveis continua representando risco maior embora agora pareça haver uma tendência de baixa, enquanto o crescimento econômico e a demanda de petróleo diminuem", afirmou.

Especialistas da Iata disseram que os US$ 6 bilhões em lucros que são previstos para 2007 representarão margem operacional de 3%, inferior aos 8% ou 9% necessários para cobrir os custos de capital e conseguir lucro para os acionistas. As perdas no transporte aéreo americano em 2005 devem subir para US$ 10 bilhões frente aos US$ 9,1 bilhões de 2004.

(Gazeta Mercantil/Caderno C - Pág. 5)(EFE)

ABRETI - Associação Brasileira das Empresas de Transporte Internacional - 2005 - Todos os direitos reservados